Estou meditando bem?

Young-Guru-300x300

Estamos meditando bem?

Do livro de Sri Chinmoy, Meditação, Yoga e a Aventura da Vida

Podemos facilmente saber se estamos meditando bem ou não pela forma que enxergamos, pensamos ou sentimos. Após a meditação, se tivermos um sentimento bom pelo mundo, saberemos que a nossa meditação foi boa. Se enxergarmos o mundo de uma maneira amorosa apesar das suas imperfeições abundantes, se pudermos amar o mundo mesmo enquanto enxergamos suas imperfeições abundantes, nossa meditação foi boa. Se tivermos um sentimento dinâmico logo após a meditação, se sentirmos que viemos ao mundo para fazer algo, nos tornar algo, isso indica que fizemos uma boa meditação. Esse sentimento que temos não quer dizer que estamos alimentando a nossa ambição humana. Quando tentamos alimentar a ambição, ela nos aprisionará como uma serpente. Viemos ao mundo para fazer o que Deus quer que façamos. Viemos ao mundo para nos tornarmos o que Deus quer que nos tornemos. O que Deus quer que façamos é nos tornar a Sua própria imagem. Aquilo em que Deus quer que nos tornemos é Seus instrumentos dedicados. Se durante a meditação tivermos o sentimento de que Deus quer que nos tornemos a Sua própria imagem, que sejamos Seu instrumento dedicado, e se esse sentimento for traduzido em ação após a nossa meditação, poderemos então ter certeza de que estivemos meditando bem.

 

Se pudermos amar o mundo mesmo quando vermos suas abundantes imperfeições, nossa meditação terá sido boa.

 

Mas a maneira mais fácil de saber se tivemos uma boa meditação é sentir se a paz, luz, amor e deleite estão vindo à tona a partir do interior. Cada vez que a luz vem à tona, ou o amor, ou a paz ou o deleite vêm à tona, o corpo todo fica carregado dessa qualidade divina. Quando temos essa experiência sabemos que tivemos uma meditação muito boa. Cada vez que qualidades divinas vierem à tona, saberemos naquele momento que estamos lembrando uma história esquecida. É apenas através da meditação que poderemos lembrar-nos da nossa história esquecida. Essa história foi escrita pelo próprio buscador, pelo buscador que há em nós. Ela não foi escrita por outra pessoa. É a nossa própria criação – apenas que a esquecemos, e a meditação é quem a traz de volta. Quando nos lembramos dessa história, sentimos tanta alegria por termos criado uma história tão bela e por ela ser a história da nossa vida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.